10 dicas para uma boa gestão de Data Centers

10 dicas para uma boa gestão de Data Centers

Publicado em 9 de setembro de 2021

Investir em um bom Data Center — Centro de Processamento de Dados — é um dos principais diferenciais que pode alavancar o crescimento de uma empresa no mercado. Basicamente, esse serviço consiste em contratar uma instalação física com roteadores, servidores, dispositivos de segurança, sistemas de gestão e armazenamento, entre outras funções.

Com uma parceira que oferece soluções completas — como a Centric —, os benefícios do Data Center são maximizados, passando a aperfeiçoar desde as atividades básicas até as mais complexas. Para isso, é necessário que os gestores entendam a relevância do Data Center e saibam como gerenciá-lo na rotina corporativa. Confira essas informações nesta leitura!

A importância do Data Center em sua empresa

Pelo fato de o Data Center refletir diretamente na rotina do TI e demais setores da organização, garantir que ele seja bem gerenciado permite que o negócio funcione de forma plena. As principais vantagens adquiridas são:

  • Controle: administradores terão uma visão geral sobre o TI e poderão controlar seus recursos por painéis de controle intuitivos;
  • Mobilidade: graças a um Remote App, os gestores podem usar dispositivos móveis para acompanhar as atividades da empresa à distância;
  • Segurança: são incluídas diferentes ferramentas de proteção que minimizam a probabilidade de invasões, vazamento ou perdas de dados;
  • Compliance: a empresa poderá cumprir a legislação que dispõe sobre a segurança da informação, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD);
  • Escalabilidade: muitas vezes é montada uma estrutura bastante robusta para que ela acompanhe o crescimento da empresa. Caso seja necessário expandir a capacidade do servidor, por exemplo, o gestor pode fazê-lo pelo painel de controle;
  • Comunicação: a empresa estará sempre conectada e as soluções sempre disponíveis para os usuários, fazendo com que eles consigam se comunicar mais eficientemente e sem gargalos;
  • Economia: o monitoramento da tecnologia permite que o gestor antecipe problemas na infraestrutura, evitando perdas, trocas ou manutenções repentinas.

Como realizar uma boa gestão de Data Centers

Como o Centro de Processamento de Dados está ligado às atividades diárias da organização, falhas na sua gestão prejudicam diretamente a rotina de trabalho dos funcionários, a qualidade do serviço prestado e os resultados do negócio. Para evitar esses problemas, apresentamos dicas de como fazer uma boa gestão de Data Centers.

1. Implantação e treinamento

A primeira e mais relevante medida é garantir que todo o pessoal esteja preparado para utilizar e usufruir das vantagens do Data Center. É importante que a empresa tenha uma cultura voltada à inovação — fazendo com que todo o pessoal esteja disposto a utilizar a tecnologia.

Entretanto, existem serviços que ajudam a organização na implementação do projeto e na adoção da tecnologia pelos funcionários. A Centric entrega serviços profissionais como:

  • Capacitação In-company: treinamento feito diretamente na empresa;
  • Implantação e configuração: as soluções são personalizadas para atender as demandas específicas da empresa e seu pessoal;
  • Prova de Conceito (POC): desenvolvimento de projetos para melhorar tomada de decisões e assegurar que o software proporcionará os resultados esperados;
  • Suporte: atendimento rápido e completo para solucionar quaisquer dúvidas e problemas dos funcionários;
  • Treinamento: preparação direcionada para extrair todo potencial da equipe.

2. Segurança

Segurança é uma das principais preocupações quando se trata de tráfego de dados, já que a empresa precisa proteger suas informações sigilosas, transações, trocas de informações e dados sensíveis, conforme exige a LGPD.

Uma boa gestão do Data Center também diz respeito à segurança, envolvendo implantação de camadas de proteção contra malwares (vírus em geral), criptografia das informações e mais. Além das ferramentas listadas, a Centric dispõe de soluções avançadas que aprimoram o controle pelos gestores na segurança:

  • Gestão de Log e compliance: processo que automatiza a supervisão das atividades no TI;
  • Firewalls: tecnologias que coletam dados, arquivam e analisam a segurança de todos os dispositivos;
  • Gerenciamento de senhas: centraliza os acessos, eliminando riscos à segurança;
  • Configuração da rede: automatiza e amplia o controle dos dispositivos.

3. Gerenciamento de desastres

Mesmo que seus processos sejam monitorados constantemente, podem ocorrer imprevisibilidades que geram perdas de informações e outros prejuízos. Nesse caso, o Data Center deve incluir um recurso de backup (cópia de segurança) e restauração de dados.

Por meio da Arcserve, a Centric consegue recuperar perdas tanto de servidores físicos como virtuais, traz suporte para nuvens (cloud) privadas e públicas, faz arquivamento de e-mail a longo prazo e mais.

4. Manutenção periódica

O Data Center precisa receber uma manutenção periódica e programada, pois isso minimiza a ocorrência de problemas inesperados. Se for ocorrer algum problema na infraestrutura, por exemplo, os profissionais identificarão o entrave antecipadamente e realizarão as correções necessárias.

5. Uso de equipamentos modernos

Equipamentos ultrapassados podem comprometer o rendimento da empresa ou impedir o usufruto de tecnologias novas, já que essas últimas geralmente requerem maior poder de processamento. Por isso, os hardwares (peças físicas) precisam ser atualizados periodicamente.

6. Softwares atualizados

Os softwares (programas) também devem ser constantemente atualizados para corrigir erros, adicionar novas funcionalidades ou otimizá-las, implementar novas ferramentas de segurança etc.

7. Monitoramento de performance

Períodos de indisponibilidade — por menores que sejam — podem acarretar impactantes prejuízos financeiros ao negócio. A empresa deve monitorar o desempenho de seus equipamentos ou antecipar falhas. Para isso, a Centric fornece serviços gerenciados, que monitora integralmente dos processos corporativos, suas redes, links e sistemas.

8. Controle de Swiches KVM

Switch KVM (Teclado, Vídeo e Mouse, em português) possibilita centralizar múltiplos pontos de acesso no Data Center. Esse é outro aspecto que deve ter a segurança reforçada para assegurar pleno controle dos dispositivos.

9. Análise do espaço físico

Uma das questões mais relevantes quando se trata do Data Center é a análise do espaço físico no estabelecimento, já que servidores e computadores robustos ocuparão grande espaço na empresa.

Porém, essa preocupação é eliminada com soluções Cloud (nuvem), que são oferecidas pela Centric. Com essas tecnologias, a empresa pode instalar a infraestrutura de TI aonde for mais conveniente e gerenciá-la à distância.

10. Acesso de fornecedores

Muitas vezes os fornecedores necessitam acessar os dados da empresa para implantar e gerir os equipamentos. Para evitar problemas relacionados à informação, confira as políticas e os valores da empresa a ser contratada, especialmente no que diz respeito à Data Protection.

Confidencialidade, disponibilidade e integridade são os pilares da Centric, princípios que asseguram que ela firme parcerias confiáveis, transparentes e a longo prazo com seus clientes.

Saiba mais sobre a gestão de Data Centers

Mesmo que o Data Center seja indispensável para que um negócio mantenha sua competitividade, o gestor deve ficar atento a sua gestão para assegurar eficiência, otimização, segurança e a satisfação das demandas da sua organização.

Também é importante estudas diferentes aspectos do fornecedor das soluções de gestão, já que ele impactará diretamente na implementação das tecnologias na empresa.

Quer conhecer melhor sobre os serviços, produtos e soluções da Centric?

Entre já em contato conosco para saber mais!

Tags da Publicação


Escreva um comentário

* Seu comentário aparecerá após a aprovação do moderador.

Fale com a Centric

Nosso canal com os profissionais de TI

Centric Academy