Auditoria de Segurança da TI: por que a sua empresa deve contar com uma?

Auditoria de Segurança da TI: por que a sua empresa deve contar com uma?

Publicado em 25 de novembro de 2021

Se você já ouviu falar sobre auditoria de TI, sabe o quanto esse processo é importante para qualquer tipo de empresa.

Se você ainda não sabe muito bem o que é, não tem problema. A gente te explica. Trata-se de um processo que indica falhas, perdas, oportunidades de melhoria nos fluxos de trabalho e esforços que podem ser otimizados para alcançar o melhor custo-benefício.

De toda maneira, é importante entender também que as auditorias de segurança de TI são essenciais e devem ser realizadas periodicamente conforme as necessidades do setor. Siga conosco e confira os tópicos a seguir.

O que é auditoria de TI?

Antes de nos aprofundarmos sobre o que é auditoria de TI, é interessante ter em mente o significado de auditorias no geral.

O termo “auditoria” deriva do verbo inglês “to audit” que significa “corrigir”, “examinar”, “verificar”. Ou seja, todos os processos de auditoria têm como objetivo colocar determinados setores sob análise e fazer um levantamento sobre seus principais dados que, por sua vez, indicarão necessidades de melhoria.

A auditoria de segurança em TI faz análises minuciosas para entender quais são os principais riscos que a empresa está correndo em relação a possíveis ataques.

Como a sofisticação desses ataques cibernéticos evolui a cada dia, é essencial que essas auditorias sejam realizadas de maneira aprofundada e atualizadas conforme o surgimento de novos riscos ou invasões e sequestros de dados.

Qual a importância de uma auditoria da segurança de TI para sua empresa?

O Brasil é um dos principais alvos de ataques cibernéticos no mundo. Segundo levantamento do FortiGuard Labs, laboratório especializado em ameaças digitais, foram 16,2 bilhões de tentativas de ataques apenas no primeiro trimestre de 2021.

Cada vez mais os criminosos buscam quaisquer brechas de segurança que possibilitem invasões. De maneira geral, a auditoria de TI analisa todos os conjuntos de fatores que poderiam facilitar esses ataques para indicar todas as correções necessárias.

Nesse sentido, a auditoria de TI pode ser realizada de duas maneiras: internamente e externamente.

Auditoria interna: quando é realizada pelos profissionais da própria empresa. Nesse caso, esses profissionais aplicam todo o seu conhecimento sobre a infraestrutura para mapear as vulnerabilidades.

O ponto negativo é que esses profissionais podem estar “viciados” com as informações internas da própria empresa e esquecer de vistoriar pontos importantes.

Auditoria externa: quando uma empresa é contratada para realizar todas as auditorias. Com o devido mapeamento, essa empresa procura identificar todas as brechas possíveis, incluindo as que poderiam passar em branco em uma auditoria interna.

Quais são as vantagens práticas de uma auditoria de TI?

É importante entender todo o contexto que indica a necessidade de uma auditoria de TI. Assim como também é essencial perceber quais são as vantagens práticas que esse tipo de solução traz à empresa. Vamos às principais:

Melhorias no setor

Ao comparar as atividades realizadas no setor com as melhores práticas adotadas pelo mercado, é possível perceber possíveis metodologias ultrapassadas que ainda estão em uso.

O estabelecimento das melhores práticas possíveis levará à maior produtividade e eficiência para o setor; o que, indiretamente, vai aprimorar o modelo de SLA utilizado.

Embasar tomadas de decisões

Tomadas de decisões estão intimamente ligadas à estratégia da empresa. Portanto, precisam ser muito bem embasadas.

Para ajudar na assertividade dessas ações, é fundamental se basear em dados levantados nas auditorias. Em cada avaliação, a gestão e as equipes entenderão melhor quais são seus cenários atuais. Assim terão segurança para promover mudanças que não culminarão em erros.

Alinhar os níveis de segurança de TI com o planejamento estratégico do negócio

A empresa possui metas que devem ser alcançadas periodicamente. E, em TI, esses objetivos precisam estar alinhados com os níveis de segurança conforme as diretrizes não só da LGPD como outras frentes importantes na proteção dos dados.

A auditoria é essencial para prever quais serão os possíveis riscos relacionados a cada objetivo. Posteriormente, irá garantir a adequação necessária.

Qual a diferença entre auditoria e avaliação de risco?

É comum que as pessoas confundam as auditorias internas com avaliações de riscos. Mas são conceitos e aplicações diferentes.

As auditorias de segurança de TI fazem um levantamento completo para identificar padrões e riscos de vazamentos de dados, de invasões e outros problemas que podem colocar a vida da empresa em risco.

Já as avaliações de riscos estão relacionadas com a incerteza de alcançar determinados objetivos e metas de negócio. Cada objetivo receberá sua própria avaliação de risco, que indicará o quanto vale a pena seguir com as estratégias criadas.

Em seu questionário final, a avaliação de riscos trará respostas objetivas para perguntas como:

– Quais tipos de riscos podem ocorrer?

– Qual a probabilidade desses riscos em cada fase do projeto?

– Quais seriam os impactos desses riscos?

– Quais são as ações necessárias para evitar ou corrigir esses riscos?

Como garantir uma auditoria de TI bem-sucedida?

Algumas boas práticas podem ser levadas em consideração quando a auditoria de segurança de TI for iniciada. Esses são os passos que devem ser seguidos:

Defina os responsáveis

No caso de uma auditoria interna, é essencial definir os profissionais responsáveis pela execução e acompanhamento do trabalho.

Já no caso de uma auditoria externa, é possível indicar um profissional responsável pela comunicação junto à empresa contratada. Esse profissional deverá acompanhar as medidas, bem como os relatórios gerados após as atividades.

Planeje o processo com cuidado

Após delegar as responsabilidades, é importante definir um cronograma que aponte quais serão os métodos de coleta, como os relatórios serão organizados e quais serão os principais dados e problemas a serem discutidos.

Após isso, insights poderão ser discutidos para gerar soluções para evitar quaisquer riscos de segurança.

Permita uma auditoria ampla

Quanto mais ampla for a auditoria, maiores são as chances de identificar possíveis brechas de segurança. Portanto, permita que a varredura seja completa.

No caso de dúvidas sobre o acesso a estruturas sensíveis, defina um responsável pelo acompanhamento, ele deverá estar atento e reportar quaisquer modificações.

Avalie os resultados

Com este relatório em mãos, avalie os resultados e tome as medidas necessárias para corrigir os erros. Crie planos de ações com base nas informações levantadas, estipule metas e níveis mínimos de segurança e defina a data da próxima auditoria. · Veja também: Gestão de Infraestrutura de TI – o que é e como realiza-la corretamente

Conte com a Centric Solutions para suas auditorias de segurança de TI

Com 16 anos focados em soluções de segurança para tecnologia, a Centric Solutions oferece um portfólio completo de soluções para garantir uma auditoria completa que mantenha sua empresa protegida.

Entre nossas soluções, está o AdAudit Plus. Ele apresenta relatórios intuitivos e customizáveis para uma visão completa sobre níveis de segurança da estrutura e conformidades.

O AdAudit Plus mantém o alto nível de segurança nas auditorias, proporcionando mais agilidade e automatização de processos sensíveis. Acesse agora mesmo o site da Centric Solutions para saber mais sobre o AdAudit Plus e conversar com um de nossos analistas!

Tags da Publicação


Escreva um comentário

* Seu comentário aparecerá após a aprovação do moderador.

Fale com a Centric

Nosso canal com os profissionais de TI

Centric Academy